Bengo: Inaugurada indústria siderúrgica na comuna da Barra do Dande
Fonte: ANGOP – Agência Angola Press

Fonte: ANGOP – Agência Angola Press


Dezembro 15, 2015 
— Barra do Dande – Uma nova siderurgia com capacidade para produzir 500 mil toneladas de aço/ano foi inaugurada hoje, terça-feira na comuna da Barra do Dande, província do Bengo, pelo ministro da Economia, Abrahão Gourgel e testemunhado pela primeira-dama da República, Ana Paula dos Santos.

O empreendimento, de investimento privado, está avaliado em 300 milhões de dólares e ocupa uma área de 150 mil metros quadrados.

Na sua intervenção, o ministro da economia Abrahão Gourgel considerou que a sociedade e o governo de Angola evoluíram e dispõe dos instrumentos necessários para crescer e se desenvolver, permitindo que prospere com vigor e dinamismo, o espirito empreendedor do povo.

Salientou que a actual conjuntura económica externa e interna que se vive exige dos dirigentes muita coragem, audácia, realismo e das instituições, em particular das empresas, competência, eficiência e poder transformador para impulsionar o potencial produtivo da economia.

Para tal, o executivo deverá garantir a mobilização de recursos internos e externos para o financiamento ao sector produtivo privado em condições favoráveis para o investidor.

Por seu turno, o presidente do conselho de administração da empresa Aceria de Angola (ADA), Georges Choucair, afirmou que nesta altura de crise petrolífera, Angola tem demonstrado determinação e empenho no investimento e na diversificação da sua economia.

Frisou que a empresa vai numa primeira fase satisfazer o país nas suas necessidades de consumo de varão de aço que são hoje de 300 mil toneladas, segundo as estatísticas do conselho nacional de carregadores de Angola.

Segundo o responsável, a ADA vai aliviar as reservas de divisas do país no mínimo em 300 milhões de dólares/ano, uma vez que não haverá a necessidade de importação de aço.

Sobre a matéria-prima para sustentar a produção, segundo Georges Choucair, explicou que a primeira fonte é a sucata recolhida em todo território nacional, que depois é misturada com o cal e liga de aço que importado, para a produção de aço.

No domínio social, disse Georges Choucair, foram criados 600 empregos direitos e cerca de 3.000 empregos indirectos, graças a uma plataforma nacional criada para a recolha de sucatas.

Disse que todas as questões ambientais estão acauteladas, sublinhando que a siderurgia está dotada de estação de tratamento de fumos, estação de tratamento de água potável e águas residuais.

E com usos de sucata como matéria-prima, a empresa contribuirá no saneamento a nível de todo território livrando destroços de guerra, navios e outros resíduos em todo género.

Testemunharam a inauguração da unidade fabril, o governador provincial do Bengo, João Bernardo de Miranda, membros do executivo, entre outras individualidades.

Boutik

About Boutik